Porque não te calas??? (…por razões além de óbvias!!!)

Essa frase está super “in” ultimamente! O rei da Espanha, do alto do posto que lhe foi, por herança, conferido, mandou o Chávez ficar quieto, esse não se fez de rogado e passou por cima das ordens do monarca – não acredito em pleno 2007 ainda tenha que usar termo “monarca” para me referir alguém contemporâneo a mim.

Pois bem, eu encontrei uma situação onde a frase do rei espanhol cai como uma luva!!!

Tudo começa porque no útimo sábado eu inutilizei ad eternun meu celular, de uma maneira tão ridícula que prefiro nem comentar. Meu pai e eu fomos no shopping comprar outro. Já que estávamos ali, entramos no super pra comprar os ingredientes do nosso jantar italiano. Na fila do caixa o pai – ele é o máximo!!! –  me chama e diz: filha, tu viu a última asneira que o FHC – nosso ex-presidente e ex-sociólogo né, vamos combinar, o cara sofreu uma lobotomia –  declarou? Eu disse que não tinha visto. Meu pai então pegou “um jornal de grande circulação” do sul do país e me mostrou. Entre aspas a frase do Farol de Alexandria era destacada: “o país não pode ter um governante que não se preocupa com a educação, a começar pela própria”. Referia-se, por óbvio, ao ex-metalúrgico abusado.

Se o FHC tinha alguma classe, educação ou delicadeza – eu nunca achei que tivesse – jogou pela janela no instante em que proferiu tais palavras. A lobotomia já lhe tinha tomado toda a inteligência social. Com essa, ficou sem nada!!! Está ACABADO!

Voltando à frase-título desse post, foi exatamente nela que eu pensei quando li as declarações do Farol:

 “PORQUE NÃO TE CALAS FHC???”

E diria mais! Aliás, se eu fosse o Mino, escreveria exatamente o que ele escreveu. Obviamente não sou o Mino, então tenho que transcrever o que ele achou de tudo isso:

“Fernando Henrique Cardoso acaba de se manifestar, à margem da grande reunião tucana, da qual Aécio Neves preferiu manter afastado o senador Azeredo, por razões além de óbvias. FHC disse que Lula é um iletrado inculto que não sabe usar a língua portuguesa. E que ele, do alto de sua sabedoria e traquejo de ex-presidente, se esforçará para prestar a sua imprescindível colaboração à eleição em 2010, de alguém capaz de dominar o vernáculo. A crítica do príncipe dos sociólogos a Lula é, no mínimo, grosseira e preconceituosa. Uma análise baseada na verdade factual dirá que Lula se tornou orador convincente e que sua lida com o vernáculo supera o aceitável. E haveria de ser devidamente considerado outro aspecto da oratória do presidente-metalúrgico: ele tem o charme, certo encanto natural, de que carece FHC. E nem se diga que este é mestre da língua. De hábito, da tribuna, exibe retórica chã, comedidos vôos pelo riquíssimo vocabulário português e um poder soporífero raramente navegado. Aliás, insisto em uma pergunta aos prezados companheiros de navegação: quais e quantos livros de FHC vocês já leram até hoje?”

Resposta: passarei a vida não lendo livros desse senhor. Ora, eu tenho mais o que fazer!!!

Ps: Se eu fosse conselheira do Aécio diria pra manter ambos, Azeredo e FHC, afastados – parafraseando o gênio – por razões além de óbvias!

Anúncios

~ por laurams em novembro 27, 2007.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: