Pq eu não tenho vontade de ir à São Paulo!!!

favela-morumbi-sao-paulo.jpg 

Por isso!!! 

“Diatribe paulistana

Meu caro Antonio Carlos Viard, São Paulo é o recanto mais reacionário do Brasil, concordo plenamente. Sou um genovês paulistano porque de certa forma me acostumei. Mas a cidade mudou demais, aquela que conheci em agosto de 1946 era muito diferente, embora a semeadura da arrogância, a retórica da “locomotiva do Brasil” e da “metrópole que mais cresce no mundo” começassem a deslanchar. Eu era muito menino, não percebi. Um livro muito interessante, “Orfeu Extático na Metrópole”, de Nicolau Sevcenko, conta essa história e localiza o momento em que a terra das grandes greves organizadas pelos anarquistas e pelos socialistas sucumbiu diante da prepotência dos senhores de café e da indústria nascente. Início dos anos 20. Além do mais, São Paulo é feia, cada vez mais feia, e monstruosamente desigual. O atual prefeito Kassab esmera-se para tirar os postes da Oscar Freire, a rua das grifes, ou de refazer as calçadas da Avenida Paulista, enquanto a periferia, e até áreas menos plebéias, não têm esgoto e galerias de águas pluviais. Sem contar a presença avassaladora de um esgoto ao ar livre representado pelos rios Pinheiros e Tietê. De caso pensado, os donos do poder paulistano cuidaram de racionar os espaços públicos até a penúria absoluta. Houve tempo em que os habitantes iam ao aeroporto de Congonhas e, deleitados, entregavam-se à sublime diversão proporcionada por aviões que pousam e levantam vôo. Hoje vão aos shoppings, movidos pela sanha consumista, ignaros e manipulados, a desconhecerem a importância da praça onde o povo discute e enfrenta os problemas coletivos. E os senhores, cheios de empáfia provinciana na exposição de falsos refinamentos? Freqüentam a Daslu e a Expand, reúnem-se em happy hours clangorosos e pelos restaurantes de uma ridícula “capital gastronômica do mundo” onde é muito difícil comer bem, e pronunciam frases feitas, lugares comuns e banalidades, aprendidos na leitura do Estadão, da Folha, da Veja e de Caras.”

O pior é que diz que em 2012 São Paulo vai parar por causa do engarrafamento.

Fonte: Blog do Mino

Anúncios

~ por laurams em março 18, 2008.

13 Respostas to “Pq eu não tenho vontade de ir à São Paulo!!!”

  1. O pior, Laura, é que no meio dessa favela é que devem estar vários dos melhores paulistanos, os que na sua maioria não saõ de pl´stico, mesmo que vivam de suas sobras. Um beijo e até mais!

  2. Marcelo, não tenho dúvidas de que os melhores paulistanos – e nordestinos, nortistas – estão no meio dessa favela. A periferia é o que São Paulo tem de melhor, de mais honesto e de mais trabalhador. O que me incomoda são os condomínios de luxo, cegos à essa realidade, tirando preoveito dela, o que é pior e mais perverso.

    Obrigada pela visita,

    Laura

  3. Mas olha, o Rio de Janeiro nao fica atrás nao.

    Vim aqui te fazer um convite e desculpa o recado assim mas creio que você vai entender…

    Viemos aqui para te convidar para uma blogagem coletiva com o titulo:
    O que voce pode fazer para acabar com o analfabetismo no Brasil?

    Que acontecerá no proximo dia 18 de abril, dia nacional do livro.

    O post convocatoria voce pode ler no blog da Georgia (http://saia-justa-georgia.blogspot.com/) e no blog da Meiroca (www.meiroca.com).

    Caso voce tenha algo a dizer a respeito, deixe um comentario no blog da Georgia ou da Meiroca, para que possamos te incluir.

    Participe e divulgue em seu blog.

    Georgia e Meire

  4. Que pilha de baboseiras! A desigualdade de São Paulo não é menor que nos rincões onde os latifundiários exploram mão-de-obra escrava há séculos. É menor também na saúde afinal muitos desafortunados não podem ser tratados nas suas cidades nem na capital de seus estados e para onde os mandam? Para o Hospital das Clínicas de São Paulo (que é estaudal) e continua recebendo abertamente cidadãos de outros estados sem repassar o custo para o estado de origem. Conheci dezenas de pessoas que preferm morar em cortiços ou favelas em São Paulo do que morar no semi-árido onde nem caminhão-pipa chega. Ruim para a cidade e para eles também. A Daslu e Oscar Freire não são símbolos de São Paulo e argumentar que não se pode comer bem na cidade deve ser proveniente de alguém que se alimenta por sonda. O texto não representa os maiores problemas da cidade nem busca soluções. Mostrou-se inteiramente fútil. PS.: exaltar a favela é mais um exemplo do quanto a própria sociedade valoriza a pobreza e a miséria neste país.

  5. !
    muito mal feito este texto, parabens.
    como se nenhuma outra cidade do mundo tivesse problemas ou favelas.
    não conseguir comer bem em São Paulo é não ter noção do que é comida. a cidade é muito mas que paraisopolis.
    lamentavel se você numca veio aqui e coloca um texto destes no seu blog. Pio ainda ainda é o titulo “Pq eu não tenho vontade de ir à São Paulo!!!”, isso por causa de uma favela, ou de todas que exitem…

    eu conheço isso por outro nome, xenofobia.

    !
    Nunojk

  6. So que se os dois ai em cima prestassem mais atenção no que leem, veriam que o texto não é de minha autoria, mas do Mino Carta. De qualquer maneira eu concordo em genero número e grau com ele, e tenho TODO O DIREITO DE FAZE-LO. Tanto quanto qualquer um que le tem direito de criticar, só prestem atenção nos detalhes mais elemtares, como a autoria do texto, depois podem vir as críticas. Obrigada pela visita e voltem sempre!

  7. Ah, e tem mais umas coisinhas, acho que não me entendeste bem, meu caro!! Talvez por minha culpa, posso não ter me expressado bem. O que ocorre é que a única coisa que me faria ir a São Paulo (NOVAMENTE) lugar onde Já ESTIVE, é exatamente aquilo que tu entendes como o meu medo ou aversão, nas tuas palavras – XENOFOBIA – o mais interessante de Sampa é justamente o povo trabalhador e heterogenio dessa cidade, que consegue, a despeito das adversidades, da corrupção, do descaso dos políticos e da classe média, viver com dignidade, mesmo tendo sido excluídos e obrigados a viver em condições desumanas. Isso é, sem dúvida, a única coisa que me atrai em São Paulo, de resto, Morumbis, Pinheiros, Oscar Freire, Paulistas e seus empregadozinhos yuppies, disso eu tenho asco mesmo! Tu poderias até ter me entendido errado, só que eu não escrevi nada, apenas transcrevi o texto do Mino, e ele, meu amigo, ele é quem melhor se expressa nesse país, então, me desculpa, mas aí vai uma crítica a tua TOTAL INCAPACIDADE de entender o que o Mino quis dizer.
    A foto que eu coloquei só denota que enquanto poucos têm uma vida de rei – nos prédios atrás da favela – os verdadeiros trabalhadores, que colocam o sangue na construção dessa cidade, vivem à margem das conções mínimas de uma existência digna¡

  8. !
    bom então segue o seu proprio conselho e entenda o texto melhor … “e coloca um texto destes no seu blog”, onde eu disse que o texto é de sua autoria ??????
    eu entendi muito que a cretinagem nao partiu da sua cabeça, apesar de vc entender isso como verdade…
    pior memso e vc ter vindo ate aqui, ter procurado os melhores lugares pra andar, e depois sair reclamando !!! por que eu te pergunta quando vc veio a sao pualo o que vc fez, comer acho que nao né “idícula “capital gastronômica do mundo” onde é muito difícil comer bem,” por que vc concorda com essa frase…
    agora eu pergunto monte azul vc visitou ?? brasilandia vc visitou ??? parelheiros vc visitou ??? paraisopolis vc visitou ??
    os verdadeiros trabalhadores cara, entao a grana de todos aqueles que moram nos predio caros brotou do ceu é isso ??? a familia mais poderosa que sao paulo ja viu, os matarazzo vieram quase como pedintes e construiram um mega imperio, dizer que so quem trabalha sao as pessoas que estao na favela e o caramba é burrice, e hipocrisia da sua parte…
    seu blog parece interessante mas que uma dica nao publique coisas tendenciosas e ofensivas …
    minha capacidade de entender cretinagem alheia é baixa, e é tao baixa quanto a sua de poder resolver os problemas da cidade de sao paulo….

    “EU-Não fico em cima do muro” eu so reproduzo opinoes, por que opnioes mesmo eu nao tenho.. que tal a mudança cabe melhor ..

    feliz ano novo ..

    !
    Nunojk

  9. Gostei do texto.
    Podem falar que São Paulo é o centro cultural e gastronômico do Brasil, uma das maiores cidades do mundo e bla bla bla, todas as qualidades são ofuscadas pela desigualdade crescente da cidade e pelo ufanismo – ou conformismo – de alguns poucos que nunca saíram da Paulista.
    Onde moro consigo ao menos entrar na periferia da cidade, já o paulistano nem se arrisca (mas arrisca comentários…).
    O que? os Matarazzo são seus heróis? Aqueles que demoliram uma mansão na Paulista (e fizeram-na um estacionamento) pois ela seria tombada na semana seguinte?…. OS MATARAZZO TÃO POUCO SE F…… PRA SÃO PAULO!

  10. Querido amigo nunojk, tanto eu tenho opinião, que ela expressei ela concordando com o texto do Mino. O fato de minha opinião não se coadunar com a tua, não quer dizer que eu não tenha uma, aliás, essa atitude criticar a pessoa por suas opiniões é bem infantil – e eu suponho que tu devas ter mais de 10 anos de idade.
    Sobre os Matarazzo, eu concordo, vieram como pedintes e se tornaram os donos da cidade. O que me incomoda é justamente o fato de que o passado de pedintes deles, não tenha contribuído para que eles se preocupassem mais com a cidade – e com o país – que lhes acolheu tão bem. O exemplo do nosso amigo que postou aí em cima é só um dos que se poderia atribuir aos Matarazzo.
    E MAIS UMA VEZ VOU TER QUE CONTRARIAR A TUA OPINIAO, TO AVISANDO ANTES PRA QUE ISSO NAO TE CAUSE OUTRA CRISE. QUEM MAI TRABALHA EM SAO PAULO, E NO BRASIL INTEIRO E QUEM TA NA FAVELA, DISSO NAO TENHO DUVIDA NENHUMA, ELES LIMPAM A NOSSA SUJEIRA, E EU NAO PRECISO MORAR NUMA FAVELA PRA ENTENDER ISSO. EU SERIA HIPOCRITA SIM, SE PENSASSE O CONTRARIO.

  11. Querida venha a SP. Eu sou um artista com pouca grana que adora praia e não vai morrer aqui. Mas a cidade é ótima. Favelas são o que são; aglomeradas em grandes cidades ou esparsas no interior, na forma de casas de gente economica e culturalmente inativa. Se os europeus conseguem achar virtude aqui, você certamente tmb há de encontrar. Quanto ao Mino, eu leio Carta Capital às vezes, é bom quando é certo e é ruim quando é forçado. Infelizmente ele às vezes se coloca radicalmente e radicalização é um saco. O seu texto é só um recorte de SP, verdadeiro, mas existem vários e esse é o X da questão. Tentar falar que a cidade é isso é preconceito e ignorância – ainda mais se você não está aqui.

  12. moro em sao paulo, e nao troco essa cidade…
    se sao paulo esta ruim, onde esta bom neste pais?
    temos um povo acolhedor, que nao faz distincao da origem do cidadao, muito diferente do sul do pais onde a sua origem é mais importante q seu carater, diferente do rio de janeiro onde a soberba carioca é a q mais parece com os argentinos..
    rio de janeiro? acho q nao precisa comentarios…
    sao paulo tem tudo q ha de melhor e pior no nosso pais, e quem nao tem capacidade para usufruir o que a cidade oferece, que se mude ou nunca venha pra ca.
    nao precisamos de cidadaos que criticam a capital, mas sabem q sem ela o brasil nao anda. as melhores universidades, a melhor gastronomia, as melhores oportunidades de emprego e crescimento profissional, uma cidade cosmopolita, contato com todas as culturas e etnias…
    Desculpa, mas o Mino mandou muito mal nessa…
    e realmente, falar mal da gastronomia daqui… so pode estar se alimentando por sonda mesmo…

  13. Bom…as vezes tento ser imparcial mas, depois de ler tudo isso, não consigo, pois por mais que SP tenha seus problemas, ainda tenho orgulho dessa cidade, pois luto por ela,e acredito q é oq cada um faz em suas cidades…desigualdade tem em qualquer lugar onde exista egoísmo, se SP aparenta mais, é pq as oportunidades são maiores…se quer criticar a administração pública, tudo bem, mas criticar a cidade como um todo…me desculpa, SP não é exclusividade, e nem preciso sair daqui p saber disso…estou errado?Ó…sem bairrismo ok? mas é engraçado..quando se fala em favelas do Rio, parece q lá as favelas são bairros nobres, q fazem parte da caracteristica cidade…fale em Rocinha….nossa…parece…sei lá…Leblon…sei lá… e as de SP, não merecem o mesmo tratamento?bom…e o comentário de q é difícil se comer bem em SP…meu…vc veio em SP mesmo????certeza q não era na Etiópia q vc estava?…me desculpa, mas qq coisa tem indico uns restaurantes (do q vc quiser) para comer bem…e barato…o problema não é SP, o problema é o Brasil…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: